Loading...

Blog

Homens com filhos têm perda salarial menor do que mulheres

Recentemente, elaborei um texto para o BLOG do IDados analisando a diferença salarial entre mulheres com e sem filhos (ver aqui). Como resultado, constatei uma diferença relevante nos salários recebidos entre elas. Mulheres com filhos recebem, em média, salários mensais menores em R$ 554,88 reais do que aqueles auferidos por mulheres sem filhos.

Neste texto, procuro realizar análise semelhante, focando, porém, no diferencial salarial observado entre homens com e sem filhos. Portanto, o objetivo deste texto é verificar, por meio de comparações simples entre médias, em que medida o resultado observado para o caso das mulheres pode ser extrapolado para o grupo dos homens.

As comparações realizadas aqui – e apresentadas abaixo – foram construídas a partir dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua referente ao terceiro trimestre de 2018 (PNADC de 2018.3). A opção pela versão mais recente da PNADC visa a permitir uma análise mais pertinente para o cenário atual do mercado de trabalho brasileiro.

Vale acrescentar que as comparações realizadas focam apenas na população de homens com as seguintes características: (i) casados, (ii) com emprego e (iii) com idade entre 25 e 35 anos. A ideia de focar neste grupo mais restrito é justamente permitir que as diferenças calculadas sejam obtidas a partir de um conjunto mais semelhante de homens. Além disso, uma segunda vantagem de focar neste grupo mais restrito é que este subconjunto da população de homens atende às mesmas restrições impostas na análise que realizei para comparar as diferenças salariais entre mulheres com e sem filhos.

Os resultados apresentados na Tabela 1 sugerem que os homens brasileiros com filhos de fato auferem menores salários. Mais precisamente, enquanto os homens que não têm filhos (que perfazem 947.755 indivíduos) ganham, em média, R$ 2.228,77 por mês, aqueles que já tiveram filhos (que compreendem 1.618.847 indivíduos) recebem, em média, R$ 2.003,28 por mês. Isto quer dizer que os homens com filhos recebem um salário mensal que é, em média, R$ 225,49 menor do que o recebido pelos homens sem filhos. Note-se que a diferencial salarial observada no caso dos homens é expressivamente menor (cerca da metade) do que o diferencial salarial encontrado no caso das mulheres.

Infelizmente, a Tabela 1, ao separar os homens de forma dicotômica entre aqueles com e sem filhos, não permite verificar em que medida os salários podem variar em função do número de filhos. O Gráfico 1 procura lidar justamente com essa limitação da Tabela 1, ao apresentar a média salarial em função do número de filhos.

Os resultados demonstram que de fato existe grande variação no salário médio em função do número de filhos. Mais precisamente, enquanto o salário médio de um pai que possui apenas um filho fica em R$ 2.181,11 por mês, o mesmo indicador chega a alcançar o valor expressivamente menor de R$ 1.474,56 por mês para um pai que tenha três ou mais filhos.

Adicionalmente, o Gráfico 1 aponta para um fato curioso: praticamente não existe diferencial salarial entre homens que não possuem filhos e aqueles que possuem apenas um filho. Ou seja, o gráfico em questão sugere que os homens só experimentam redução expressiva do salário após o nascimento do segundo filho. Esse resultado contrasta com aquele obtido no caso das mulheres, em que já havia uma queda expressiva do salário a partir do nascimento do primeiro filho.

Os números apresentados neste texto são decorrentes apenas de uma análise preliminar, mas corroboram a ideia de que a paternidade resulta em uma redução no salário dos homens brasileiros. Porém, como vimos, o diferencial salarial observado no caso dos homens é expressivamente menor do que o encontrado no caso das mulheres. Além disso, enquanto o salário dos homens diminui sensivelmente apenas a partir do segundo filho, as mulheres apresentam queda salarial expressiva já a partir do primeiro filho.

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 3 =

Fique bem informado

Receba novidades do IDados no seu e-mail.